Propriedades funcionais do Amendoim

O amendoim é uma oleaginosa rica em gorduras insaturadas de boa qualidade, vitamina E, proteínas, fibras e fitoquímicos, como o resveratrol. Ao contrário do que muita gente pensa, pode ser uma opção de lanche saudável!  Uma pesquisa feita pelo IBOPE e pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados, a ABICAB revelou que apesar de 75% dos brasileiros consumirem o amendoim, muitos desconhecem o seu valor nutricional (63%), e o restante acredita que a oleaginosa é feita apenas de gordura e colesterol ruim.

Recentemente diversos estudos tem associado o amendoim a efeitos benéficos. Pesquisadores da Universidade Federal do Espirito Santo observaram que ratos que consumiam o amendoim conseguiram controlar o peso corporal e que os restos do amendoim eram eliminados nas fezes, mesmo quando mastigados adequadamente, reduzindo a quantidade de gorduras, carboidratos e fibras absorvidos pelo organismo, facilitando também o trânsito intestinal.

Outro trabalho feito na Universidade de Viçosa revelou que o amendoim é capaz de acelerar o metabolismo em até 11%. Esse estudo conduzido tanto em animais como em humanos, constatou que indivíduos com peso normal, deixavam de beliscar outros alimentos quando consumiam o amendoim.

Os fitoquímicos presentes nas oleaginosas reduzem a deposição do LDL (colesterol ruim) nas artérias, protegendo contra o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Além disso, precisa ser muito mastigado, o que contribui para que o cérebro controle a sensação de saciedade, e por ser rico em fibras, esse efeito é prolongado, inibindo o consumo de outros alimentos, podendo ser coadjuvante em protocolos de emagrecimento e planos alimentares saudáveis.

Ressalta-se que o amendoim, por ser rico em gordura, apresenta elevado valor calórico (30g de amendoim tem 162kcal), por isso deve-se substituir fontes de gordura saturada na alimentação e ingerir a recomendação adequada, em torno de 30 gramas por dia.  O consumo deve ser feito da versão sem sal. O ideal é a ingestão da forma in natura, pois a casca também é rica em nutrientes. Já o japonês e a paçoca, mesmo na versão light, apresentam elevado ter de sódio e açúcar, assim como o pé de moleque.

*Caso a escolha seja pelo amendoim industrializado, lembre-se de escolher um que tenha o selo de controle de qualidade ABICAB, a Associação controla a produção e a qualidade dos produtos.

Referências Bibliográficas

Elaborado por Fabiana Guimarães, Nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, Especialista em Nutrição Clínica pelo IMEN, Mestranda do Laboratório de Fisiologia Celular e Molecular do Exercício Físico, da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo- EEFE/ USP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>